Arquivo da categoria: Serviços farmacêuticos

Prefira o farmacêutico. Exija seu direito.

Quando as pessoas entram numa farmácia geralmente elas não se preocupam se quem a está atendendo é um profissional realmente qualificado, que estudou para estar ali, ou é apenas alguém que aprendeu decorando pelos anos de trabalho e na base de erro e acerto. Não digo que os farmacêuticos também irão adquirir experiência desta forma, contudo para toda indicação vai existir uma base científica que os atendentes não têm.

O profissional realmente capacitado para indicar algum medicamento é o farmacêutico e hoje existe apenas um profissional por turno no estabelecimento, os demais são todos atendentes.

A farmácia é um ambiente de saúde. Com o passar do tempo suas características vem mudando, se tornando cada vez mais um ambiente de comércio, em contrapartida, órgãos como ANVISA e CRF vêm tentando resgatar o valor de um ambiente de saúde nestes estabelecimentos. Até pouco tempo atrás a permanência de um profissional farmacêutico em uma farmácia não era exigida por legislação vigente.

A grande maioria das vezes que necessitamos ir a uma farmácia é para comprar algum tipo de medicamento, ou seja, quando estamos doentes ou há algum tipo de desconforto físico, então entende-se como essencial a presença do profissional do medicamento, o farmacêutico.

Os atendentes estão ali apenas para prestar algum suporte e ajudar o farmacêutico no atendimento, são treinados para tanto, e com a prática vão adquirindo certa segurança em definir para quê serve cada tipo de medicamento, contudo são meros dispensadores. Infelizmente, na grande maioria das vezes, eles não são treinados pelos profissionais farmacêuticos e sim por outros atendentes. Vai então criando um círculo vicioso, pois a lei dos atendentes dentro de uma farmácia é fazer comissão, leia-se: vender o máximo que conseguir e sempre o de valor mais alto.

Por que então, neste estabelecimento de saúde, não pedir para ser atendido pelo farmacêutico quando necessitar de alguma indicação ou orientação? Quando as pessoas se dirigem a outros profissionais elas não querem fazer consulta com seus auxiliares. Ou alguém que está lendo este texto vai num médico, advogado ou engenheiro e faz uma consulta com seus secretários?

Por que numa farmácia, com o profissional farmacêutico tem que ser diferente?

Todos têm o DIREITO de serem atendidas por um farmacêutico em uma farmácia. EXIJA este direito. Quando houver a necessidade de indicação de algum medicamento para alguma doença recorrente, procure pelo farmacêutico.

Dentre os profissionais da saúde, o farmacêutico é o mais acessível e confiável para garantir o uso correto e racional dos medicamentos. Desta forma, ele está ali para que o paciente receba o medicamento adequado para sua necessidade, na dose correta, durante o tempo necessário e no menor custo possível.

A fim de evitar o incorreto uso de medicamentos, o farmacêutico pode esclarecer:

  • Por que este medicamento foi indicado e qual o efeito esperado?
  • O período de utilização do medicamento para que o mesmo faça efeito.
  • Pode ajustar a dose, horário de tomada e adequá-la a sua rotina.
  • Se há interações com alimentos ou outros medicamentos, ou seja, se pode haver coincidência de horário de tomada de outros medicamentos e alimentação.
  • Efeitos adversos que podem ser esperados quando da utilização de determinados medicamentos e precauções a serem tomadas quanto a estes efeitos.
  • As condições ideais de armazenamento, se o medicamento deve ficar na geladeira ou protegido da luz direta, por exemplo.
  • Os cuidados na administração. O comprimido pode ser partido? A cápsula pode ser aberta? O frasco deve ser agitado antes? As gotas devem ser ingeridas diluídas em água?
  • E o que fazer quando sobrar medicamento no final do tratamento.

O que acontece comumente é que as pessoas confundem e acham que os atendentes são farmacêuticos. A grande diferença está no tipo de atendimento. O farmacêutico estará pensando no paciente na hora do atendimento, oferecendo um medicamento de qualidade no menor custo possível. Já o atendente está pensando no quando de comissão ele vai ganhar com aquela venda, ou seja, ele está pensando nele mesmo e não na saúde de quem ele está atendendo.

Portanto, VALE MUITO confiar no farmacêutico. Faz bem para sua saúde e para o bolso.

 


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: